quarta-feira, 24 de julho de 2013

I need a break

Temos hotel, temos visitas a quartos, temos caixas prontas a ser mandadas quando tivermos apartamento, temos malas à espera da roupa. Temos viagens e reuniões marcadas, está tudo ok com os documentos da Uva e amanhã entrego a minha cédula da ordem dos Enfermeiros deste país que me viu nascer. Os dias seguem e as coisas alinham-se, estamos cada vez mais serenos e reconfortados. E mortos. Temos aqui uma mulher que parece que foi atropelada por um camião. Ou dois, não consigo decidir. Isto de ir embora é tão desgastante a todos os níveis que tenho dado por mim a pensar que devia ter ido em 1950 quando se ia com a roupa do corpo. Arre, que saudades eu tenho de ter cabeça para ler, de ver um filme, do silêncio da minha casa. Da minha casa, de tudo nela. De dormir uma noite decente e de não sentir que está alguma coisa por fazer, por dizer, por programar. Mundo no geral, vamos lá acalmar os cavalos que não posso chegar a UK com um esgotamento. 

6 comentários:

  1. Já te mandei um email através do meu pessoal já que o do blog anda preguiçoso :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. já vi minimi, assim que der respondo, prometo :)

      Eliminar
  2. Imagino que deve ser a loucura. Vai correr tudo bem e terás o merecido descanso. :)

    ResponderEliminar
  3. Boa sorte para as mudanças!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. É mesmo, é um desgaste físico e psicológico, para preparar td. Eu tb sentia-me assim, até parecia uma "morta-viva", pelo cansaço, por td...só quem passa mesmo. E havia quem me dizia "tu é que estás bem..vais para fora"..tipo nem imaginavam o que ia dentro de nós.. Empacotar td..a nossa vida..enfim..ânimo!!!!

    ResponderEliminar